domingo, 20 de janeiro de 2013

Tribine desenvolve protótipo de colheitaderia que carrega mais de 27 ton


Um novo protótipo para os agricultores funde uma colheitadeira comercialmente disponível com um tanque graneleiro, criando uma colheitadeira articulada que pode levar grão a granel.


"O Tribine aborda todas as principais tendências que vemos na agricultura em todo o mundo,"diz o  inventor Ben Dillon, "e isso são rendimentos mais elevados, campos maiores, mais compreensão sobre a compactação, custos de máquinas mais elevados, custos trabalhistas maiores, maior dificuldade de se encontrar mão-de-obra qualificada em movimento em direção de tráfego controlado. "



Dillon  é um agricultor aposentado de Indiana que planta milho e soja no centro-norte de Indiana. Ele é formado em economia agrícola da Universidade de Purdue, passou anos trabalhando na área de negocios e voltou para a fazenda em tempo integral por 15 anos antes de começar a alugar sua terra. Dillon também detém 28 patentes de tecnologia de colheitadeira, que desenvolveu desde 1997.



A Tribine representa atualmente a quarta geração de protótipos de colhedoras que ele tem construído e será exibido este ano no Ag Connect.



Como aumenta cada vez mais a produtividade do milho em mais área plantada, elas precisam atravessar o campo o mais rápido possível com a compactação mínima, Dillon diz. A Tribine consegue isso porque pode colher o milho com uma plataforma de 12 linhas por uma milha sem parar. É uma colhedora de classe 7 com alto desempenho em termos de debulha e é alimentado por um motor de 375 e 400 cv.

Um tanque de grão construído por Kansas, fabricante Crust Buster, está ligado à extremidade da frente da máquina, e pode conter 1.000 bushels, ou pouco mais de 27 ton (A colhedora tradicional, com uma plataforma de 16 linhas, por outro lado, geralmente não pode andar mais de um quilômetro antes que deve ser descarregado em um carrinho graneleiro executado em conjunto pelo campo. Dillon diz que a Tribine reduz o consumo de combustível e os custos de trabalho porque nem um trator nem um graneleiro são necessários no campo, enquanto ela funciona.)


A máquina é equipada com um sem-fim de descarga de 22" que pode esvaziar o carrinho graneleiro a uma taxa de 226 sc/min. Nesse ritmo, leva dois minutos para descarregar.



A Tribine pesa aproximadamente o mesmo que uma colhedora convencional de classe 8 mas é 10 metros mais curta em em comparação com os 12 metros de comprimento de algumas máquinas tradicionais. Seu design articulado possui um eixo traseiro pivotante que permite voltas mais curtas. Isso significa que o módulo de frente pode continuar se movendo em linha reta enquanto o carrinho de grãos é deslocado para mais perto do caminhão, alcançando até 7 metros de distância do corpo do carrinho.


Além do mais, o desenho articulado permite a instalação de pneus maiores que reduzem a compactação no campo. O desenho simétrico Tribine significa que só existem duas faixas deixadas no campo.
Um teste limitado na fazenda de Dillon, em meados de dezembro demonstrou a funcionalidade básica da máquina. Mais testes são necessários, diz ele, e a entrada de produtores de grãos nos testes é crucial.Futuras alterações são necessárias, como a melhoria da direção em que os propagadores jogam a palha.

17/01/2013
Nate Birt, Farm Journal Social Media and News Editor
Traduzido e adaptado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário